Translate

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Erramos na floresta



Erramos na floresta
mas vemos
as nossas árvores
sem idade
onde percebemos
os mesmos sustenidos
nos ramos reservados
aos passarinhos.

Conhecemos a noite
no gesto vão da procura
do tempo ausente de nós
mas sorrimos ao dia
na aventura de momentos
descobertos a pulso
nas asas de regatos de seiva
que nos preservem
mais verdes.

Contrapomos ao dúbio
a certeza de pérolas
que esperam por nós amanhã.


Jaime Portela


45 comentários:

Karocha disse...

Uma maravilha como sempre Jaime

Bjocas


Bfs

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso! Lindo! Amei

Beijinhos e obrigada

Célia Rangel disse...

Apesar das incertezas muito bem elaboradas por suas metáforas, ainda bem que temos a esperança das pérolas do amanhã... Somos feito "ostras" que produzimos "pérolas esperançosas", felizmente!
Abraço.

Cristina Cebola disse...

Li e reli...Fabuloso!
Um grande poema, imaginado e sentido...
Gostei muito da certeza de um amanhã coroado de pérolas, contrapondo a todas as incertezas da vida...

Abraço

luar perdido disse...

A certeza das pérolas é feita de trabalho silencioso e profundo dentro de carne viva. Assim é o amor feito vida a cada passo, com as suas noites e dias, as horas e desoras, os seus sins e nãos, e também os talvez, de manhãs menos claras. Mas a floresta: a vossa, essa sempre esperará um amanhã enfeitado de sonhos e encantos.

Belo, como sempre, querido amigo.
Resto de boa semana.
Beijo de luar

Elvira Carvalho disse...

O que é que eu posso dizer com um poema destes? Só me ocorre uma palavra.
Maravilha.
Um abraço

LuísM Castanheira disse...

amanhã... haverá sempre um amanhã
onde as árvores esperam em pé
gostei
abraço

lua singular disse...

Oi Jaime
Um poeta em potencial.
Não vai publicar nenhum livro. Tenho vários livros de blogueiros de Portugal, muito bons.
Adoro ler, agora nem tanto, ainda estou de molho, os remédios são fortíssimos, só consigo fazer o almoço. Durmo quase o dia todo.
Eu sou sua amiga no face, mas você não é no meu
Beijos
Lua Singular

Emília Pinto disse...

Erramos muitas vezes, pois os caminhos são muitos, as encruzilhadas bastantes e ficamos com muitas dúvidas no percurso a seguir. Decidimos mal e outras vezes é a vida que nos empurra para onde ela muito bem quer; de uma maneira ou de outra, vemo-nos por vezes metidos numa " floresta "virgem, completamente perdidos, desnorteados , restando-nos as árvores que altivas olham os céus. Não é função delas cuidar dos errantes da vida que, preocupados em procurar o tempo, o tempo que passou e não volta, o tempo que gostariam de ter a mais para uma correria ainda maior e nessa procura vã, erram e voltam a errar numa escolha que se prova errada. " Conhecemos a noite", conhecemos o dia e esta noite, este dia devem ser a nossa única busca, a nossa primeira escolha, o nosso motivo para sorrirmos. As árvores estão nas florestas, os passarinhos chilreiam nos seus galhos e nós, seres errantes,também estamos aqui, agora e isso é o que realmente importa , sempre com a esperança de que o amanhã nos seja possivel viver. E neste frio das noites e das manhãs, procuremos sorrir a cada novo dia, pois o sol chegará e com ele um maior aconchego aos nossos corações. Amigo, saúde e serenidade é o que te desejo, deixando também os parabens por mais esta bela poesia. Um beijinho
Emilia

Gracita disse...

Que o amanhã seja regado pelas pérolas da esperança para que possamos vibrar com os encantos da natureza; Resumindo em uma palavra este poema:SOBERBO!
Beijinhos no coração, amigo Jaime

Pedro Coimbra disse...

Mais uma chapelada de aba larga!!
Aquele abraço, bfds

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Interessante poema!
Um dom fim de semana caro amigo!
Abraço

Marta Vinhais disse...

A vida e os seus caminhos... Tropeçamos, ficamos feridos, pensamos que nunca mais vamos recuperar mas encontramos sempre uma janela aberta...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

lua singular disse...

Oi Jaime
Maravilhosa poesia saída do coração.
Estou amando.
Estou recebendo suas postagens por email, ainda não fui lá hoje.
Beijos
Lua Singular

Brisa disse...

Olá meu querido amigo Jaime
...e nesses ramos reservados,sobrevoas na noite...e deixas na floresta encantada mais um poema encantador...

Bjo e desejo-te um bom fim de semana

José Carlos Sant Anna disse...

Malgré tout, os sustenidos nas árvores permanecem. E sua poesia é sempre encantatória , meu caro poeta.
Forte abraço,

Manuel Veiga disse...

belo poema, caro Jaime
no top de qualidade.

forte abraço

Lia Noronha disse...

No mar das incertezas...temos o barco da poesia...a nos conduzir...sempre!!
abraços a ti querido amigo Jaime.

Graça Pires disse...

os trilhos que percorremos "na aventura de momentos descobertos a pulso" é que nos fazem acreditar no amanhã. Muito belo, o poema, Jaime.
Um bom fim de semana.
Beijos.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Um poema que nos encanta,pois fala da natureza que tanto amo.Vamos preservá-la como pérolas e acreditar sempre que o amanhã será melhor.
Adorei Jaime.
Bjs e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

AC disse...

Oxalá a crença nessas pérolas nos alimente o ânimo, Jaime.
Parabéns!

Abraço

Agostinho disse...

Há momentos neste poema em que o Poeta sobe o tom para que o brilho se firme na promessa das pérolas.
Gostei a valer, caro Jaime.

Teresa Almeida disse...

Amei esta pérola.
Beijinho.

graça Alves disse...

Que bonito, Jaime!
Parabéns!
Beijinho

rosa-branca disse...

Um poema bordado num mar de incertezas. É lindo. Jaime, um bom fim de semana e beijos com muito carinho

Andreia Morais disse...

Maravilhoso, como sempre!

Bom domingo*

Tais Luso disse...

Contrapomos ao dúbio
a certeza de pérolas
que esperam por nós amanhã.


Não há dúvidas que sempre há uma saída, uma esperança. É só olhar o caminho que todos fazem...há pedras, mas dá para pular...
beijo, meu amigo! Uma ótima semana.

Daniela Silva disse...

Tão verdade este poema. Bom fim de semana

Com muito carinho,
Diamonds In The Sky, Daniela SilvaFanpage do blog, põe um gosto!
Giveaway Mundial, Eau de Toilette Sensual Noz de Coco, Yves Rocher

Suzete Brainer disse...

Belíssimo e inspirado poema, amigo Jaime!!

Apreciei muito este grito poético em nome
da natureza e do pouco verde existente...

Um bom domingo na paz.
Um beijo.

Diana Lestan disse...

Jaime, mesmo em meio a incerteza, continuamos a caminhada, insistindo e crendo no amanhã, na seiva que nos fortalece... Muito bonito o seu texto, parabéns. Beijo e uma linda semana para você.

Agostinho Barros disse...

Lindo poema :D. Uma semana feliz ;)

www.culturadeescape.blogspot.pt/

Become part of Cultura de Escape World:
Facebook PageBloglovin'Blogs de PortugalGoogle +InstagramPinterest

Fá menor disse...

Gosto dos sustenidos nos ramos. E que as pérolas nos sejam sempre luz aos olhos.

Bjos

Maria Rodrigues disse...

Um poema sublime!
Um abraço
Maria

Pedro Luso disse...

Caro Jaime o seu Erramos na floresta é um belo poema, com versos como este, que transcrevo (com sua licença):

os mesmos sustenidos
nos ramos reservados
aos passarinhos


Grande abraço.
Pedro

lua singular disse...

Oi Jaime,
Nem sei o que comentar: apenas que achei lindo demais.
Beijos
Lua Singular

Smareis disse...

Um poema tão lindo Jaime. Maravilhoso!
Ótima semana!
Abraços!

Lilá(s) disse...

Que dizer?Lindooooooooooo
Bjs

Olivia disse...

Contrapomos as dúvidas de algo que pode nunca acontecer.

Brisa Petala disse...

BOA TARDE JAIME
Lindo seus poemas adorei lindos.Uma tarde de terça feira bem tranquila para vc.

Ana Tapadas disse...

Caminhando amorosamente...pelo Alto Minho...

Beijinho

Dorli Ramos disse...

Oi Jaime
Obrigada pelo carinho lá para crianças, nem sempre vou lá. Vou ficar mais atenta. As pessoas gostam em se tratando de crianças
Desculpe o atraso
Beijos
Minicontista2

Ana Freire disse...

Um belo momento poético... do qual se respira, uma agradável atmosfera de paz... como só o contacto com a natureza nos pode proporcionar...
Belíssimo e inspirador trabalho, Jaime... como sempre!
Beijinho! Continuação de uma boa semana!
Ana

© Piedade Araújo Sol disse...

JP

um poema encantatório que nos inebria em cada estrofe bem conseguida.

e com chave de ouro o seu final, a certeza do amanha em que desvendaremos as pérolas que esperam o Poeta.

deliciosamente bem escrito.

saudações poéticas.

beijinhos

:)

Pedrasnuas disse...

Serão pérolas, senhor, o que nos espera amanhã?

Vamos manter esse fio de esperança e acreditar que talvez seja possível... que talvez ainda seja possível!

Querido amigo JP, tem uma excelente semana.

Beijo.

Jaime Portela disse...

****************************************************************************

Caros amigos, obrigado pelos vossos comentários. Voltem sempre.
Entretanto, acabei de publicar um novo poema. Espero que gostem.
Continuação de boa semana para todos.
Saudações poéticas.

****************************************************************************